Um assunto que vem preocupando bastante as concessionárias é o aumento no furto de transformadores. Esse é um crime que gera transtorno não somente às distribuidoras de energia, mas aos cofres públicos, ao meio ambiente e à população como um todo. No texto de hoje, vamos abordar esse tema e as possíveis soluções para mitigar esses problemas.

Existem quadrilhas especializadas no roubo de transformadores e, ao fazer uma pesquisa rápida, é fácil verificar que inúmeras concessionárias passam por isso. Esses equipamentos, que possuem componentes de cobre na parte interna, são furtados e depois destruídos por esses indivíduos que vendem o produto no mercado negro.

As redes de distribuição aéreas em áreas periféricas dos grandes centros e em regiões rurais são as mais atingidas e, justamente por serem mais afastadas, tornam muito difíceis o combate a esse tipo de crime.

Além do enorme prejuízo às concessionárias e aos cofres públicos com gastos inesperados, esses furtos também geram grandes problemas à população. Nas áreas rurais, por exemplo, as linhas de produções são afetadas e podem trazer grandes prejuízos aos produtores com a queda de produtividade.

Nas áreas periféricas, quando um transformador é furtado, os clientes supridos por esse equipamento ficam sem energia, telefone, sinal de TV e Internet. Além desses transtornos, é possível que até a rede de iluminação pública fique desenergizada, deixando os moradores sujeitos aos assaltos.

É possível evitar o roubo desses equipamentos ou localizar os objetos roubados? Como as concessionárias podem reduzir e até evitar esse tipo de crime? Com o uso de diversas tecnologias.

O monitoramento em tempo real, usando tecnologias como sensores de presença, sensores de desligamento indevido, comunicação a longas distâncias, localizadores geográficos, entre outros, auxilia na prevenção do roubo ou no rastreamento do transformador. O sistema pode, ainda, contar com outros recursos.

Além dos sensores mencionados, o Eldorado possui significativo know-how em fontes de alimentação – supercapacitores, por exemplo – desses sensores para que, mesmo quando o transformador for retirado da rede de distribuição de energia elétrica, os sensores continuem sendo alimentados e seja possível acessar a localização por GPS.

O Eldorado também tem domínio em análise de imagem, permitindo, inclusive, detectar se determinada pessoa é ou não da concessionária, mesmo que ela esteja de uniforme.

Sem dúvidas, o uso de soluções tecnológicas complexas é o melhor caminho para que as concessionárias reduzam o roubo de transformadores, que gera tantos problemas e prejuízos a todos.