A caracterização de grandezas acústicas tem sido cada vez mais importantes e requisitadas devido à busca de prover ao usuário, consumidor e trabalhador um ambiente não só seguro mas confortável.

Alguns regulamentos no Brasil já exigem que a informação de nível de ruído esteja claramente identificada nos produtos, como é o caso do Programa Selo Ruído.

Com um volume de aproximadamente 220m³, o laboratório acústico possui uma câmara semi-anecóica, caracterizada de acordo com a ISO 3745 (nível de precisão) na faixa de 600 Hz a 10 kHz e de acordo com a ISO 3744 (nível de engenharia, na faixa de 100 Hz a 22kHz).

A instrumentação existente permite a realização de testes de nível de pressão e potência sonora em equipamentos de até 2m³, com um nível de ruído de fundo global próximo a 12 dB(A), medindo valores de pico de até 162 dB re 20μPa.

Além dos equipamentos para medição de ruído em qualquer tipo de produto, o laboratório conta com 2 sistemas para caracterização eletroacústica em dispositivos de telecomunicações (telefonia fixa e móvel). O laboratório conta com os simuladores de ouvido padronizados pelo ITU-T P.57 tipo 1, tipo 3.2 (low leak e high leak) e tipo 3.3.

Um torso simulator pode ser usado para caracterização tanto de dispositivos de telefonia quanto de produtos auriculares.

Para o equipamentos de TI, é possível a caracterização da emissão de ruído destes tipos de equipamentos, geralmente para confrontação com limites de conforto acústico do usuário, conforme ABNT NBR 10152.

Câmara Acústica

Torso simulator para testes em telefones móveis e dispositivos auriculares

Ouvidos artificiais ITU-T type 3.2 (high leak e low leak)