Eldorado participa do desenvolvimento do Moto X e Moto G

(15/2/2014)

O Instituto de Pesquisas Eldorado teve uma participação fundamental no desenvolvimento dos produtos Moto X e Moto G, smartphones que foram recentemente lançados pela Motorola Mobility, uma companhia Google. Criados em cooperação com equipes de engenheiros de diversos países, os times brasileiros estiveram presentes na composição das equipes que trabalharam nestes aparelhos antes de seus lançamentos, garantindo que chegassem ao mercado com a qualidade esperada pelos consumidores.

“Ao longo de oito meses, fizemos um extenso trabalho de engenharia em parceria com vários times de desenvolvimento da Motorola”, conta Leandro de Campos, que liderou a equipe de 20 engenheiros do Eldorado ao lado de Ana Cabral, ambos especialistas em engenharia de software e Android.

Campos explica que o Eldorado teve participação no desenvolvimento dos produtos Moto X e Moto G, interagindo com uma série de usuários internos dos aparelhos, de forma a auxiliar na garantia final da qualidade desses ótimos produtos lançados pela Motorola, visando à entrega de produtos estáveis, com alta qualidade e eficiência, atingindo as metas rigorosas estabelecidas.

Uma das características mais marcantes do aparelho Moto X é o comando de voz, sem toque (Ok Google Now). O celular está sempre pronto a receber um comando de voz, sem necessidade de nenhum toque nele, e continua mantendo seu baixo consumo de bateria.

Moto G

Outra funcionalidade marcante do Moto X é a possibilidade de verificar a hora e notificações sem precisar ligar a tela do aparelho. Nos smartphones convencionais, é preciso apertar uma tecla para ver as horas, o que acende a luz de todo o display. No Moto X, basta mexer no aparelho para que isso aconteça, mas, ao invés de acender o display todo, somente os algarismos das horas são iluminados.

Para o Gerente de Pesquisa e Desenvolvimento de Software do Eldorado, André Lauretti Guarido, os testes feitos com users trials vão ao encontro de uma tendência do mercado, na qual, cada vez mais, os smartphones são desenvolvidos com base na experiência dos usuários. “Percebemos uma preocupação grande da Motorola em melhorar significativamente a experiência do usuário nesse novo produto, e acredito que essa estratégia seja mantida e apoiada pelo Google”, destaca ele, citando os ganhos obtidos em durabilidade da bateria, operação por voz e gestos, customização, entre outros.

Todas as verificações do Moto X foram feitas com o apoio do laboratório de testes e ensaios do Eldorado – o mais avançado da América Latina nesta área – e que recentemente recebeu investimento de R$ 4 milhões para lidar com tecnologia avançadas em áreas como acústica, segurança, radiofrequência, eficiência energética e compatibilidade eletromagnética.