5g dss

O compartilhamento dinâmico de espectro (DSS – Dynamic Spectrum Sharing) está emergindo como uma solução rápida para o deployment das redes 5G. O DSS permite o uso compartilhado das mesmas frequências para 5G NR e 4G LTE. Torna-se, portanto, desnecessário o demorado e custoso processo de refarming do espectro, adotado em todas as atualizações de rede anteriores.

Explicando: tradicionalmente, as novas tecnologias celulares são implantadas em blocos de espectro separados – como foi o caso de 2G, 3G e 4G. Isso exigia que as carriers comprassem novo espectro ou realizassem modificações do espectro existente para alocar a nova geração. Este é um processo muito lento e caro. O refarming do espectro pode levar uma década.

O DSS se propõe, portanto, a resolver o desafio da falta de espectro adicional de bandas baixa e média específicas de 5G, também conhecido como frequências “sub-6GHz”’ ou FR1.

Isso é especialmente complicado para as carriers americanas. O FCC americano enfrenta dificuldades para liberar espectro utilizado por outros serviços, como radares navais e emissoras de satélite. Ainda existem poucas opções de espectro em low/mid bands, por exemplo, 700 MHz na Europa ou 600 MHz nos EUA. No entanto, essas opções são bastante limitadas em largura de banda e disponibilidade.

O DSS torna o espectro existente útil, simultaneamente, para dispositivos 4G e 5G, aumentando ou diminuindo dinamicamente o número de conexões 5G, teoricamente com pouco impacto nos atuais serviços LTE.

As redes 4G permanecerão em operação por muitos anos e essa tecnologia terá muitos usos nos quais não faz sentido implantar 5G. As operadoras continuarão usando o 4G (LTE, LTE-A, LTE-PRO) para fornecer conectividade primária, enquanto usarão o 5G para oferecer um serviço mais poderoso em locais específicos onde existam requisitos de tráfego, delay ou cobertura mais estritos.

Para conferir o material completo sobre como implantar rapidamente redes 5G, acesse o link. 

Ao longo do paper, você encontrará:

  • módulos de deployment em 5G;
  • carrier aggregation;
  • a recente tecnologia DSS e como ela atua;
  • os status atuais do DSS nos deployments.

Boa leitura!